O prefeito está sendo acusado pelo Ministério Público por ter supostamente usado verba pública em benefício próprio. O fato aconteceu no seu primeiro mandato a frente do executivo, em maio de 2005, segundo o MP.

Elvis teria usado dinheiro que era destinado para obras de melhorias na cidade para favorecer seu antigo endereço, o condomínio Residencial Tarumã, que fica a beira da estrada dos Romeiros, no km 35. Segundo o MP, a obra que embelezou o trevo da Rodovia, foi única e exclusivamente feita para beneficiar o condomínio do prefeito.

Os promotores Valter Soleto Santin e Daniele Maciel da Silva acreditam que a obra que custou para os cofres públicos R$ 78 mil, representa um gasto “inútil” e

Também são alvo da ação o empresário Marcelo Sandoval, que realizou a obra, e o secretário de Serviços Maurício Ribeiro Nunes. Foi pedido pelo MP o bloqueio dos bens do prefeito, secretário e empresário.

Os promotores requerem que Elvis seja condenado por improbidade administrativa, devolva o dinheiro supostamente gasto indevidamente, a suspenção dos direitos, políticos além de perda de cargo.

Outro Lado

Nossa reportagem entrou em contato com a secretaria de comunicação, mas até o momento não tivemos retorno. Fonte Jornal Repórter Notícias.